Aplicativo de paquera

A ferramenta mostrou que a capital do poder é a mais interessada nesse tipo de relacionamento. Além do Distrito Federal tiveram destaque o Rio de Janeiro, São Paulo, Santa Catarina, Goiás, Piauí e Paraíba.

O Google Trend, ferramenta de pesquisa da maior empresa de busca do mundo, mostra que o Distrito Federal é a região com mais interessados pelos termos de busca “Sugar Daddy” e “Sugar Baby”. O primeiro descreve a figura de um homem rico, mais velho, com dinheiro e que custeia o estilo de vida de luxo de sua parceira. Já o segundo refere-se à mulher jovem a ser bancada.

Os dados foram divulgados pela plataforma brasileira Universo Sugar. O site promove união entre babies e daddies. Criada há apenas um ano, a plataforma reúne mais de 150 mil usuários cadastrados do Brasil e do exterior.  A plataforma  avaliou as buscas dos últimos 12 meses.

A pesquisa trouxe um ranking das cinco sub-regiões que mais buscam por Sugar Daddy e Sugar Baby. A análise apresentou a Capital Federal como a mais interessada para os dois termos: Sugar Daddy (papai de açúcar) – o homem, mais velho e, por isso, papai, se dispõe a “bancar” mulher mais jovem. E Sugar Baby (bebê de açúcar) – mulher mais jovem que gosta de ser mimada, ganhar presentes, viajar, comer em bons restaurantes, sair para lugares chiques.

No que se refere ao resultado de buscas pela palavra que categoriza o homem (Sugar Daddy), depois de Brasília a ferramenta aponta os Estados do Piauí, Rio de Janeiro, São Paulo e Paraíba.

Para cada estado do Brasil, em geral, o Google apresenta um “volume de pesquisa”.  A ferramenta mostra o interesse e a evolução da pesquisa de um termo ao longo do tempo. Os resultados obtidos não revelam a quantidade de acessos, mas sim um índice entre 0 a 100. Em que 100 significa que é o local com a maior popularidade; 50 indica um local que tem metade da popularidade; e 0 aponta um lugar em que a palavra tem menos de 1% de buscas.

Já quem busca por “Sugar Baby” seguido do Distrito Federal aparece Rio de Janeiro, São Paulo, Santa Catarina e por último Goiás.

O estilo de racionamento sugar é baseado em status, dinheiro e prazer. A regra proposta é clara: por parte dos homens a companhia das mulheres mais jovens. Já as garotas ganham mimos, apoio financeiro e viagens de luxo.

Frequentada por ricaços e autoridades políticas, Brasília faz parte do mapa do luxo brasileiro. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) o maior rendimento per capita de 2017 foi observado no Distrito Federal (R$ 2.548) – mais que o dobro da média nacional. O rendimento domiciliar per capita é o resultado da soma dos rendimentos recebidos por cada morador, dividido pelo total de moradores do domicílio.

O site Universo Sugar divulgou ainda os cinco estados com maior número de usuários cadastrados. São Paulo lidera o ranking com 19.412 usuários; Rio de Janeiro aparece em segundo lugar com 18.271, seguido por Minas Gerais, com 16.459. Na Região Centro-Oeste, o líder é o Distrito Federal, com 14.971. Já o Paraná surge na quinta posição com 12.774.

Nos últimos meses, Brasília que ocupava oitava posição do ranking dos estados com maior número de usuários cadastrados na plataforma de relacionamento sugar, passou a ocupar a quinta colocação, ultrapassando os Estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

 

Serviço:

Universo Sugar – www.universosugar.com

(Assessoria: Anne Viana/AaZ Press)