Revelação do sertanejo e do pop, o cantor Jeferson Cunha busca se distanciar de todos os estereótipos associados ao pop e ao atual sertanejo universitário para falar de amor em suas músicas: “eu me considero um cantor romântico e todas as minhas musicas falam de amor. Às vezes as pessoas até estranham. Acho que por ter um perfil um tanto diferente dos demais cantores românticos, porque sou tatuado e grande, às vezes as pessoas esperam musicas mais no estilo do ‘pegador’ (risos), mas eu gosto mesmo é de falar de amor, porque acredito que seja um tema universal e eterno”.

Jeferson Cunha foge dos estereótipos pra falar de amor – Foto: Reprodução

Para Jeferson, é importante tocar as pessoas não apenas com um ritmo envolvente, mas com letras que falem sobre o lado bom de estar em um relacionamento. Para ele o amor nunca sai de moda: “eu sempre me preocupo com o que canto e tento de alguma forma tocar as pessoas com a minha arte, com as melodias mas também com as letras, e mostrar o lado bom dos relacionamentos. Eu ainda acredito e sempre vou acreditar no amor”. 

Apesar de o sertanejo universitário e o pop estarem cada vez mais distantes do romance e mais apelativos, Jeferson faz questão de se manter fiel ao romantismo: “mesmo quando recebo musicas de outros compositores eu sempre procuro letras românticas, que valorizem o amor e não apenas o erótico, o carnal. Minhas musicas nem sempre são experiências próprias, as vezes são só imaginação”. 

Jeferson Cunha – Foto: Reprodução

Se é possível fugir dos estereótipos e ser romântico mesmo sendo pop, o cantor responde com convicção: “Sim. É possível ser romântico e pop ao mesmo tempo. Eu me identifico demais com alguns cantores latinos que são referências pra mim. Bandas e artistas como CamilaReikJesse y Joy e Sin Bandera, todas estão em minha Playlist, e todos são pop romântico”.