Quem diria que a terra do sertanejo, o Goiás, iria exportar DJ’s da música eletrônica para o mundo. A exemplo do goiano Alok, quem vem se destacando é o DJ Netto, com a agenda lotada, ele também chama atenção também por sua beleza. Com 25 anos de idade, Netto que também é empresário bateu um papo com a gente e fala sobre início, inspirações e projetos para 2019.

Quando foi o seu primeiro contato com a música eletrônica e como isso se tornou algo a mais em sua vida?
Meu primeiro contato se deu por eu gostar muito de balada, e aí por ser meu estilo de música preferido eu acho que foi isso com que fez que eu me apaixonasse tanto pelo estilo.

Como foi o início da sua carreira?
O início foi bem engraçado, desde os meus 15 anos eu tenho um aparelho de DJ e nunca soube mexer e nem fiz cursos, sempre brincava pesquisando na internet, tocava do meu jeito. Dois anos atrás resolvi fazer um curso e comecei a tocar em festas de amigos como hobby e logo em seguida começaram a me contratar, então o início foi por hobby mesmo.

Quais as inspirações que mais contribuiram para seu desenvolvimento musical e o que costuma escutar no dia a dia?
O que mais me inspira são os Dj’s gringos, Hardwell, Avicci e o brasileiro Gui Boratto. Cresci ouvindo a época da Tomorroland gringa mesmo. Costumo escutar música eletrônica e gosto muito do sertanejo, não tem como fugir do Goiás, né!?

O que os fãs podem esperar do DJ Netto esse ano?
O projeto Netto hoje está vindo com tudo aí! Muita músicas novas nesse ano de 2019, show novo e vamos pra cima!

Siga o DJ Netto no Instagram: @netto.dj