Eliana de Lima “quebrou” a internet neste último final de semana com sua
live, a cantora que está completando 40 anos de carreira apareceu
radiante no último domingo (17) e fez todo mundo dançar com seus grandes
sucessos.

A cantora que sempre foi referência no mundo do samba procurou agradar
todos os públicos e num formato diferente dos outros artistas fez uma
transmissão simultânea nas três principais plataformas, Facebook,
Youtube e Instagram. A Lipa Comunicação ficou responsável pela
transmissão e já fechou contrato com a dona do hit “Desejo de Amar”,
mais conhecido como “Dê rê rê” para próxima live.

Em conversa com o Canal Lisa, Leve e Solta da jornalista Lisa Gomes
Eliana de Lima falou da emoção de fazer sua primeira live e aproveitou
para relembrar alguns momentos da carreira, principalmente quando foi
puxadora de escola de samba “Quem foi nunca esquece, momentos
inesquecíveis, inenarráveis, não dá pra explicar a emoção, eu fiquei 20
anos puxando sambas enredos, da Peruche, da grande Leandro de Itaquera,
cheguei a gravar o samba da Barroca e fui batizada como cantora na
Mocidade Alegre. Através do Carnaval fiz minha carreira” lembra.

Eliana aproveitou para alfinetar quem ainda não acredita
que as mulheres podem ser puxadoras do ritmo mais popular do país, “Temos
grandes mulheres, falta mulher no samba. Ainda tem esse tabu que mulher
não pode puxar samba enredo. A mulher pode parir quantos filhos ela
quiser, você acha que ela não pode conseguir puxar um samba enredo?”

Créditos: Arquivo Pessoal

Assista a entrevista completa: