Formado em Administração pelo Insper e com livro de ficção publicado, Zek se lança profissionalmente no meio musical

José Eduardo Kalil, mais conhecido pelo nome artístico Zek, vem chamando a atenção por apresentar um som fresh e elegante, que vai desde o pop sofisticado ao urbano, de Shawn Mendes a Jão. Com dois lançamentos pela Alma Music, o cantor já é considerado uma aposta para o pop e conta com mais de 3 milhões de visualizações no Youtube e está prestes a lançar seu novo single, nesta quinta-feira: Mete o Louco . “Essa música reflete o que muita gente passa quando se relaciona atualmente e mostra que o que importa é de verdade é o sentimento. Conseguimos ver que uma das pessoas é mais independente, enquanto a outra gosta de fazer joguinho, só, que no final das contas, os dois se gostam e perdem o rumo quando estão juntos”, explica. O clipe, que foi gravado seguindo as recomendações do Ministério da Saúde, traz Zek fazendo coreografia ao lado de dois dançarinos, enquanto veste peças sob medida da estilista Isadora Manteiga. “Como estávamos em poucas pessoas, todo mundo fez questão de ajudar no que dava. O clipe nasceu porque todos se dedicaram demais para acontecer e tínhamos muita intimidade com todo mundo da equipe. Isso me ajudou muito na interpretação”, disse o artista.

Tendo o timbre como marca registrada, Zek descobriu que conseguia cantar logo jovem, durante seus encontros em família. “A gente se reunia em família e acabávamos cantando juntos. Um dia eu resolvi cantar, sem pretensão, e acabou saindo afinado. Eu percebi um talento, mas acabei não seguindo em frente”, conta Zek. Neste primeiro momento, seu tio era o único que realmente o incentivava a seguir um caminho musical, então Zek continuou cantando, mas apenas para sua família, isso até entrar na puberdade. “Minha voz mudou muito dos 14 aos 17 anos. Eu simplesmente não conseguia cantar, então acabei deixando isso de lado. A voz não saia de jeito nenhum. Eu só consegui realmente voltar a cantar quando comecei a fazer aula de canto”, comenta o cantor. Neste período, começou a conhecer mais sobre música clássica, influência de sua tia Regina Helena Mesquita, que foi cantora lírica. “Isso foi só mais um incentivo para eu me aproximar ainda mais da música”, pontua o artista.

Começando as aulas de canto aos 18 anos, que continuaram pelos seis anos seguintes, Zek aprimorou sua técnica, mas ainda não tinha conseguido transformar a arte em carreira. Nesta mesma idade, começou a cursar Administração no Insper, enquanto fazia, em paralelo, eventos de música. Foi só depois de finalizar a faculdade, ficar um ano conhecendo algumas gravadoras e publicar um livro de ficção científica infanto juvenil, que Zek começou a se envolver com a música de forma mais profissional. “Eu fui estudar música em Los Angeles por seis meses. Fiz um curso na universidade UCLA e outro na Musicians Institute, ambas na Califórnia. Quando voltei para o Brasil conheci a Alma Music Group e finalmente comecei a desenvolver todo meu trabalho com eles”, comenta Zek. Para a equipe da Alma Music Group, o artista é a definição da nova geração de cantores brasileiros. “Ele é uma raridade dentro do cenário nacional. Sua impostação vocal e timbre são seu diferencial, além de uma excelente técnica vocal”, contam Dado Prisco e Antonio Eudi, sócios da Alma Music Group, empresários e responsáveis por toda a gestão de carreira do cantor.

Instagram:

@Zek_sounds

@almamusicbr

Sobre a Alma Music

A Alma Music surgiu em 2018 com o propósito de trabalhar a verdade musical de cada artista. Os sócios fundadores Antônio Eudi e Dado Prisco prezam por essa premissa e atuam de uma forma 360º, cuidando de toda a produção, direção musical, comunicação e gestão de carreira dos seus artistas. Além de Zek, também estão no casting da empresa Sophia Stedile, Arthur Favero, Joey Mattos, DJ D-Lex, Coletivo Missa, Pri Pach, Rodrigo Sá, entre outros. Atualmente a Alma Music fez uma aliança com a Midas Music unindo forças para os artistas do seu casting.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!